segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Decifra-me ou Devoro-te: Dengue na Gestação

por Gleice Marcondes
Matéria Publicada pela Parto do Princípio
 
A dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 50 milhões e 100 milhões de pessoas se infectem anualmente, em mais de 100 países, de todos os continentes, exceto a Europa. Cerca de 550 mil doentes necessitam de hospitalização e 20 mil morrem em consequência da dengue.
 
No Brasil, as condições socioambientais favoráveis à expansão do Aedes aegypti possibilitaram o avanço da doença desde sua reintrodução, em 1976. Em 2007, foram notificados 481.316 casos de dengue clássica, 1.076 casos de dengue hemorrágica e 121 óbitos, dados da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde. Em 2008, a epidemia explodiu e os casos pipocaram deixando as autoridades de saúde em estado de alerta.
 
Moro no Rio de Janeiro, fui infectada pela dengue hemorrágica e pude ver bem de perto o perigo da gravidade que a doença representa e além do mais a precariedade do serviço público brasileiro oferecido.
 
É notório que os profissionais da rede pública são mais bem preparados para atender esse tipo de emergência do que os plantonistas do serviço privado. Atribuo essa afirmação por conta de toda demanda que o hospital público traz consigo e pelo treinamento despendido pela prefeitura com a elaboração de polos de atendimento específico.
 
Porém o material, o alojamento, espaço físico, enfim as condições de trabalho dos profissionais da área da saúde não dão condições de atendimento digno a quem busca!
Existe pouca informação publicada a respeito dos riscos da dengue para mulheres grávidas. Apesar de muitas epidemias, nenhuma má formação congênita foi verificada depois de surtos da doença. Alguns casos reportados recentemente sugerem que, se a mãe estiver infectada com o vírus da dengue perto do nascimento, a criança poderá nascer infectada também ou adquirir a doença no momento do parto.
 
Em entrevista concedida durante minha permanência no Posto de Saúde do Recreio dos Bandeirantes a Médica e Infectologista Dra. Bruna Roberta Galvão do Rio de Janeiro esclarece algumas dúvidas sobre a dengue e suas consequências durante a gravidez.
 
 
O que é dengue?
Dengue é uma doença aguda, de início abrupto, causada por um vírus da família flaviviridae. Existem pelo menos 68 vírus desta família, sendo que 29 deles podem causar doenças no homem. Entre estes vírus estão o da dengue e o causador da febre amarela. Existem 4 sorotipos do vírus da dengue (DEN 1, DEN 2, DEN 3 e DEN4).
 
 
Saiba mais, continue lendo!

Nenhum comentário: